domingo, 23 de dezembro de 2012

Rodadas de Poema com Ferreira Gullar




De Ferreira Gullar
Poema Sujo – um fragmento: “Velocidades”
Parte V



         
 (...)
 E se nesse caso
é a sede a força de gravitação
          outras funções metabólicas
          outros centros geram
          como a sentina
          a cama
          ou a mesa de jantar
(sob uma luz encardida numa
          porta-e-janela da Rua da Alegria
          na época da guerra)
sem falar nos centros cívicos, nos centros
          espíritas, no Centro Cultural
Gonçalves Dias ou nos mercados de peixe,
          colégios, igrejas e prostíbulos,
          outros tantos centros do sistema
          em que o dia se move
(sempre em velocidades diferentes)
          sem sair do lugar.


          Porque
                   quando todos esses sóis se apagam
                   resta a cidade vazia
(como Alcântara)
no mesmo lugar.


          Porque
          diferentemente do sistema solar
          a esses sistemas
          não os sustém o sol e sim
          os corpos
          que em tomo dele giram:
          não os sustém a mesa
          mas a fome
          não os sustém a cama
          e sim o sono
          não os sustém o banco
          e sim o trabalho não pago

(...)

Um comentário:

  1. Passei, vi, li e gostei... Parabéns pelo blog...

    UM GRITO DE LIBERDADE...

    A liberdade é um hábito que tranquiliza e concede-nos
    motivações para vivermos tranquila e calmamente.
    Mais para isso acontecer devemos
    semearmos boas ações e ações de bem servir;
    E mais que tudo;
    Devemos ser pacificadores e semeadores da paz...
    É preciso que cultivemos os terrenos da boa vizinhança,
    da boa amizade e dos bons gestos de generosidades infinitas;
    Sem jamais esquecermo-nos de fazermos testes e exames
    das nossas próprias consciências...
    Semeias com fé e otimismo;
    Adubas com o coração feliz
    e repleto de boa vontade...
    Auxilias com eficiência;
    Assim, a sua colheita será farta
    e o seu jardim será florido e muito mais perfumado...
    Desprenda-se, desligue-se de toda e qualquer ação maléfica e desatinada,
    logo perceberá que as coisas boas e o bem entrará definitivamente em sua vida...

    Autor: Manoel Carlos Alves
    Copyright By Manoel Carlos Alves

    Acesse o blog e se gostar do seu conteúdo siga-o; http://inkdesignerstampas.blogspot.com.br/
    Quer me seguir? Então vem comigo; http://twitter.com/manoalves2008
    Eu no facebook; https://www.facebook.com/MANOALVES2008
    Acesse o blog e se gostar do seu conteúdo siga-o; http://inkdesignerstampas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por participar deste blog.Volte e comente sempre!!!
Aqui você vai encontrar "Aquele Poema".