segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Rodadas de Poemas com Cecília Meireles



De Cecília Meireles
Canteiros



Quando penso em você fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa, menos a felicidade
Correm os meus dedos longos em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego já me traz contentamento

Pode ser até manhã, cedo claro feito dia
mas nada do que me dizem me faz sentir alegria
Eu só queria ter no mato um gosto de framboesa
Para correr entre os canteiros e esconder minha tristeza
Que eu ainda sou bem moço para tanta tristeza

E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço, sem ter visto a vida.

2 comentários:

  1. Maria Ivoneide Juvino de Melo7 de janeiro de 2013 12:11

    Belíssimo poema ...é apaixonante os poemas da poetisa Cecília Meireles ...estou encantada com cada contato com eles ...Obrigada por me oportunizar em lê-los.

    ResponderExcluir
  2. "Quando penso em você fecho os olhos de saudade,
    Tenho tido muita coisa, menos a felicidade."

    Nossa q texto lindo, faz a gente recordar que temos que viver.

    ResponderExcluir

Obrigada por participar deste blog.Volte e comente sempre!!!
Aqui você vai encontrar "Aquele Poema".