sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Rodadas de Poemas com Cecília Meireles



De Cecília Meireles
                    Canção do sonho acabado





Já tive a rosa do amor
- rubra rosa, sem pudor.
Cobicei, cheirei, colhi.
Mas ela despetalou
E outra igual, nunca mais vi.
Já vivi mil aventuras,
Me embriaguei de alegria!
Mas os risos da ventura,
No limiar da loucura,
Se tornaram fantasia...
Já almejei felicidade,
Mãos dadas, fraternidade,
Um ideal sem fronteiras
- utopia! Voou ligeira,
Nas asas da liberdade.
Desejei viver. Demais!
Segurar a juventude,
Prender o tempo na mão,
Plantar o lírio da paz!
Mas nem mesmo isto eu pude:
Tentei, porém nada fiz...
Muito, da vida, eu já quis.
Já quis... mas não quero mais...

Um comentário:

  1. Maria Ivoneide Juvino de Melo12 de janeiro de 2013 08:02

    Lindíssimo poema ...um afago no meu coração !!! "Um almejo de felicidade, mãos dadas, fraternidade , que maravilha de ideal ...sem fronteiras !!!" fantástico poema ! amei.

    ResponderExcluir

Obrigada por participar deste blog.Volte e comente sempre!!!
Aqui você vai encontrar "Aquele Poema".