terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Rodadas de Poemas com Cecília Meireles



De Cecília Meireles
Renova-te.



Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado, 
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo.

Um comentário:

  1. Maria Ivoneide Juvino de Melo28 de janeiro de 2013 01:18

    É sempre um grande prazer deixar um comentário sobre poesia de Cecília Meireles , pois todas são de encantadores versos quantos sábios , inteligentes e delicados como as pétalas de uma rosa ...grata sempre por mencionar este projeto , que beneficios vindouros serão bem colhidos !

    ResponderExcluir

Obrigada por participar deste blog.Volte e comente sempre!!!
Aqui você vai encontrar "Aquele Poema".